O ex-chefe da ONU Kofi Annan falece aos 80

O general Kofi Annan foi o primeiro negro africano a assumir o cargo de diplomata mundial, cumprindo dois mandatos de 1997 a 2006

O ex-chefe da ONU Kofi Annan faleceu aos 80 anos.

O ex-chefe das Nações Unidas e ganhador do Prêmio Nobel da Paz, general Kofi Annan, faleceu aos 80 anos, após uma curta doença. Annan, de nacionalidade ganense, morreu no hospital em Berna, na Suíça, na madrugada deste sábado. Ele deixa sua esposa e três filhos.

Anunciando a notícia da morte do líder, a Fundação Kofi Annan escreveu em sua página do Twitter: É com imensa tristeza que a família Annan e a Fundação Kofi Annan anunciam que Kofi Annan, ex-secretário-geral das Nações Unidas e ganhador do Prêmio Nobel da Paz, foi aprovado longe pacificamente no sábado, 18 de agosto, após uma curta doença.

Leia | Quem foi Kofi Annan?

Lembrando o falecido líder, o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, disse em um comunicado: Em muitos aspectos, Kofi Annan era a Organização das Nações Unidas. Ele subiu na hierarquia para liderar a organização no novo milênio com dignidade e determinação incomparáveis.

Annan foi o primeiro negro africano a assumir o cargo de principal diplomata do mundo, servindo por dois mandatos como secretário-geral de 1º de janeiro de 1997 a 31 de dezembro de 2006. Mais tarde, ele também serviu como enviado especial da ONU para a Síria dominada pelo conflito. Em 2001, Annan e a ONU receberam o Prêmio Nobel da Paz em conjunto.

A bandeira das Nações Unidas está hasteada com metade da equipe em homenagem ao ex-secretário-geral Kofi Annan na sede da ONU, sábado, 18 de agosto de 2018. (Foto AP)

Seu mandato nas Nações Unidas testemunhou um dos períodos mais turbulentos desde a fundação do organismo mundial em 1945. Annan enfrentou críticas pelo fracasso da ONU em deter o genocídio em Ruanda na década de 1990, durante seu mandato como chefe das operações de paz da ONU.

Como chefe da ONU, ele estava ligado aos esforços de paz para reunir a ilha dividida de Chipre. Em 2007, ele ajudou a negociar a paz no Quênia, onde mais de mil pessoas foram mortas na violência eleitoral.

Leia também | Kofi Annan morre aos 80, Twitterati lamenta a morte do primeiro secretário-geral negro africano da ONU

O Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Ra’ad al-Hussein, lembrou-se de Annan como o melhor exemplo da humanidade, a epítome da decência e graça humanas.

Papa João Paulo II (R) com o Secretário-Geral da ONU Kofi Annan durante uma audiência privada no Vaticano em 15 de abril de 1997. (Reuters)

O primeiro-ministro Narendra Modi também expressou pesar pela morte do ex-líder da ONU. A contribuição significativa de Kofi Annan para os ODMs (Objetivos de Desenvolvimento do Milênio) sempre será lembrada. Meus pensamentos estão com sua família e admiradores nesta hora de luto. Que sua alma descanse em paz, modi tuitou.

Em homenagem a Annan, disse o presidente francês Emannuel Macron, a França presta homenagem a ele. Jamais esqueceremos sua abordagem serena e resoluta dos assuntos, nem a força de seus compromissos.

A PM britânica Theresa May condoliu a morte, dizendo Um grande líder e reformador da ONU, ele deu uma enorme contribuição para tornar o mundo que ele deixou um lugar melhor do que aquele em que ele nasceu.