Homens armados matam pelo menos 20 em ataque no noroeste da Nigéria

Idriss Gobir, assessor especial do ministro de assuntos da polícia de Sokoto, disse que os bandidos armados andavam de motocicletas e disparavam esporadicamente, matando várias pessoas.

Os detetives não acreditam que foi um ataque aleatório. (Imagem Representacional)

Pelo menos 20 pessoas foram mortas no estado de Sokoto, na Nigéria, quando homens armados atacaram um mercado e incendiaram carros, enquanto gangues armadas continuam causando estragos na parte noroeste do país, disse um funcionário estadual e membro do parlamento local no sábado.

O noroeste da Nigéria testemunhou, desde dezembro passado, uma onda de sequestros de crianças em idade escolar e moradores para resgates por bandidos, perturbando a vida cotidiana de milhões de cidadãos.

Idriss Gobir, assessor especial do ministro de assuntos da polícia de Sokoto, disse que os bandidos armados andavam de motocicletas e disparavam esporadicamente, matando várias pessoas.

Os bandidos em grande número mataram pelo menos 20 pessoas que vimos e contamos e incendiaram nove veículos, disse ele à Reuters por telefone. Hussain Boza, um membro do parlamento local em Sokoto, atribuiu o ataque à falta de segurança adequada no estado.

Um porta-voz da polícia de Sokoto confirmou o ataque, mas não pôde dizer imediatamente quantas pessoas foram mortas. Partes de Sokoto, como outros estados vizinhos na parte noroeste do país, estão sob bloqueio de telecomunicações como parte de uma operação de segurança para interromper as operações das gangues armadas.

Na quinta-feira, agentes de segurança resgataram 187 pessoas sequestradas por gangues armadas no estado de Zamfara.